Incrível

A propensão das pessoas desconhecidas para se agarrarem a mim em momentos de crise é impressionante.
No autocarro (sim, andei de autocarro, não vamos elaborar sobre isto - andar já foi punishment enough), as velhotas, achando que são os novos Newtons e que vão descobrir uma lei que lhes vai permitir permanecer de pé, mesmo quando o condutor está a contornar a alta velocidade uma rotunda, agarram-se a mim. Faz sentido, porque eu com 158 cm de altura até aparento ter uma estrutura forte e capaz de suportar seres com a forma de cilindros de 70kg.
No elevador de um hospital, uma mãe, com a filha já crescida ao lado, perante um barulho ameaçador de vou ficar encravado por parte do elevador, agarra-se a mim (e não à filha) com um ar de quem acha que o elevador pode cair, mas ela vai ficar bem porque está agarrada a mim.

Suponho que deve ser o meu ar desagradável que as faz pensar que até as condições naturais ou leis da física não se vão querer meter comigo.